O trabalho voluntário na Odontologia

Conforme dados de 2010 do Conselho Federal de Odontologia (CFO), o Brasil possui o maior número de dentistas formados em comparação com outros países. Em contrapartida, de acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) divulgada em 2015, 55,6% dos brasileiros não recorrem ao consultório no período de um ano. Por regiões, os índices são piores: no Norte e Nordeste, 65,6% e 62,5% da população, respectivamente, não procura um profissional da Odontologia. Como reverter este cenário? Uma das saídas é prestar trabalho voluntário e é sobre isso o assunto do material da semana no Blog Codental.

É muito possível prestar voluntariado sendo dentista ou estudante de Odontologia. E isso contribui muito com o currículo! Além de ter a oportunidade de aprimorar as habilidades técnicas, o voluntariado fornece bastante conhecimento sobre a sociedade e seus problemas estruturais e sociais.

Um exemplo simples e que provavelmente você tenha visto pelo feed de notícias são as visitas de dentistas em escolas, especialmente as públicas. Nessas ocasiões, o profissional esclarece dúvidas e dá informações pertinentes sobre saúde bucal e cuidados com higiene pessoal.

Também há casos de dentistas que atendem gratuitamente, em suas clínicas e consultórios, crianças de famílias em situação de vulnerabilidade, até que completem 18 anos. A seleção é feita em instituições sociais e de ensino público por iniciativas como a do Dentista do Bem, que conta com voluntários em quase duas mil cidades brasileiras.

Além disso, existem Universidades com cursos de Odontologia que oferecem tratamento gratuito ou com baixo custo para pessoas com poucas condições financeiras. Normalmente são nas disciplinas mais práticas que acontecem essas dinâmicas, podendo o aluno aperfeiçoar suas técnicas. Além disso, pode-se alcançar resultados reais e contato direto com o paciente.

Benefícios para quem pratica o voluntariado

Como você percebeu, existem muitas maneiras de praticar o trabalho voluntário na Odontologia. E ele beneficia a sociedade como um todo, especialmente as crianças. Contudo, para os dentistas também existem vantagens, e não só a de agregar valor ao currículo. O profissional reconhece problemas e dificuldades da comunidade que está inserido e aumenta seus vínculos sociais e de relacionamento. Além disso, desenvolve habilidades de cidadania, tem sua autoestima e felicidade elevada e reduz o risco de depressão. A pessoa que faz voluntariado serve, ainda, de bom exemplo aos familiares e amigos e encontra muitas oportunidades para sua vida, pois não está dentro de um consultório rotineiramente. Ao contrário: vive e convive com o que de fato é o mundo real.

Outras iniciativas que aceitam dentistas voluntários

Algumas ONGs atuam nacionalmente e até em países com pouco acesso aos serviços de saúde bucal. Além de trabalhar, você também pode contribuir com doações de produtos. Conheça duas delas:

Por1Sorriso: atua em comunidades carentes e com pouco acesso à assistência odontológica, como: populações ribeirinhas e indígenas, quilombolas, moradores do sertão nordestino, povoados em condição de miséria no continente africano e comunidades urbanas carentes.

Amigos do Bem: leva para as famílias do sertão nordestino roupas, alimentos e atendimento médico e odontológico. Possui diversos projetos educacionais e sustentáveis que movimentam a vida de mais de 60 mil pessoas em Alagoas, Ceará e Pernambuco.

You May Also Like

About the Author: Maria Carolina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *