Como medir e acompanhar os resultados de mídias digitais

Medir o resultado exato de uma campanha digital não é uma tarefa fácil, mas não é impossível! Tudo depende de uma estratégia de marketing feita com um planejamento bem detalhado, pois desta forma é possível mensurar cada passo e até mesmo fazer ajustes quando necessário.

As mídias digitais são muito exploradas pelas empresas que desejam ter presença e reconhecimento por meio da internet. Com elas, a segmentação e a potencialidade dos resultados são incríveis.

No entanto, como saber qual retorno seus esforços estão trazendo? Quais são as métricas mais importantes? Continue lendo e descubra dicas incríveis para aplicar em sua estratégia digital.

Porque medir os resultados?

Toda campanha ou estratégia de marketing deve ser firmada em objetivos bem claros para que obtenha bons resultados. Para isso, é preciso entender o seu público e quais são as suas dores.

Para essa etapa de construção da estratégia, indicamos que você já tenha uma persona bem desenhada. Caso você não saiba, persona é um personagem semi fictício criado a partir das características do seu cliente ideal.

Por exemplo, se uma clínica odontológica cria uma campanha totalmente direcionada para a divulgação de implante dentário, mas ela percebe que não está obtendo resultados, entende que o melhor caminho é definir a persona dessa campanha.

Então, ela descobre que as pessoas que acessam suas redes e sites, estão entre uma X idade e por isto, estão em busca de aparelho dentário. Percebe como todo o esforço anterior pode ter sido perdido? Ou seja, entenda seu público!

Claro que toda estratégia tem seus riscos, não dá para medir qual irá viralizar mas é possível ir testando e mensurando o que seu público mais gosta ou quais são os seus hábitos relacionado a área em que seu negócio atua.

Mas entenda, que apesar da clínica fictícia ter falhado, ela conseguiu identificar o erro. Sem métricas detalhadas fica muito difícil identificar quais estratégias estão dando certo e quais estão falhando para que possa ser corrigida.

Outro passo importante é a definição do objetivo para que possa trazer resultados mais assertivos. Veja agora, alguns dos objetivos que você pode acrescentar na criação da sua estratégia:

  • Aumentar a presença da marca;
  • Tráfego ao site;
  • Geração de leads;
  • Geração de vendas.

Sabemos que hoje existem inúmeros tipos de mídias e fica cada vez mais complexo montar uma estratégia, definir quais serão trabalhadas e como mensurá-las. Não é?

OSEP

Existe um metodologia que ajuda a entender e classificar as mídias. Ela se chama OSEP – acrônimo das palavras owned (canais próprios), earned (mídia ganha), shared (canais compartilhados)  e paid (mídia paga).

Se você nunca ouviu falar dessa metodologia, não se preocupe, vamos falar mais sobre ela, quais são as mídias que está dentro de cada classificação e como mensurá-las.

OWNED (canais próprios)

Aqui estão as mídias que temos controle como redes sociais, site e blog. E por termos o controle total desses canais fica mais fácil medir os resultados.

Mas como você já sabe, os critérios de ranqueamento no Google estão em constante transformação e com ele os blogs e sites, precisam se atualizar. Mudar as estratégias para ter bons resultados, entre elas estão as técnicas de SEO, como a otimização das palavras-chave.

Por exemplo, no caso de uma Clínica Odontológica, uma pessoa pesquisa por “aparelho lingual preço”, a palavra-chave a ser trabalhada será aparelho lingual, ou caso a pesquisa seja “clareamento dental preço”, a palavra-chave a ser otimizada será clareamento dental.

Essa é apenas uma das estratégias de SEO e, quando somada a conteúdos relevantes, acelera o processo de obter o  melhor ranqueamento.

A maior parte dos dados necessários dessas mídias podem ser tiradas a partir de plataformas, como os próprios  perfis de redes sociais e do Google Analytics.

Mais quais métricas são mais relevantes? Listamos algumas para você:

  • Engajamento nas redes sociais, likes, compartilhamentos e comentários.
  • Aumento de tráfego no site, blogs, e aumento de tráfego por tipos de conteúdos;
  • Porcentagem de leads gerados por cada tipo de conteúdo.
SHARED (canais compartilhados)

Já é um desafio fazer com que as pessoas leiam e consuma seus conteúdos, imagina fazer com elas compartilhem, por isto, é importante que a criação de conteúdos relevantes se torne uma rotina em todas as suas estratégias.

Verifique e garanta que os botões de compartilhamento de redes sociais estejam inseridos em seu site ou blog, da melhor forma, para que isso proporcione uma boa experiência para quem está lendo.

Outra dica, é que você sempre convide seu leitor a realizar uma ação como baixar ou compartilhar essa mensagem com mais pessoas. Para isto, você pode utilizar gatilhos mentais ou CTAs – Call to Action.

E mesmo que sua rede ainda não tenha muitos seguidores, lembre-se que os poucos podem ser embaixadores do seu negócio ao compartilhar com outras pessoas, ou seja, elas possuem outros seguidores que podem ser atraídos pelo seu conteúdo.

Para este tipo de mídia, você pode medir o seu desempenho com relatórios de redes sociais, novamente como likes, comentários, compartilhamentos e menções da sua marca.

Existem inúmeras ferramentas que podem gerar relatórios dessas plataformas, mas existe um outro jeito de fazer monitoramento das suas mídias compartilhadas, que é adicionar um código de rastreamento a todos os links que você utiliza online.

EARNED (mídia ganha)

Essa é uma mídia mais utilizada pelo pessoal de relações públicas, geralmente, ela tem o objetivo de validar um produto ou serviço, trazendo relevância ao seu negócio por meio da imagem do outro.

Medir esse processo, é um pouco mais desafiante já que os conteúdos não foram feitos por você. O jeito é optar por ferramentas que monitorem as menções de sua marca ou o uso de palavras-chave ou de palavras-chave relacionadas.

Para isto, você pode utilizar ferramentas como Buzzsumo e SEMrush.

PAID (mídia paga)

Acredito que o próprio nome já define o que está dentro dessa categoria, mas vale dizer que graças ao meio digital se tornou acessível a empresas de médio e pequeno porte.

Uma boa dica para essa estratégia funcionar é investir em textos relevantes, design e em CTAs – Call to Actions. Além da utilização das palavras-chaves, como já foi dito anteriormente.

Como o próprio nome já entrega, os resultados vão variar de acordo com o seu investimento. Sendo assim, listamos algumas métricas importantes para você medir seu retorno:

  • CAC – Custo de aquisição por cliente;
  • CPL – Custo de aquisição por lead;
  • ROI – Retorno sobre o investimento.

Essa informações podem ser retiradas por Google AdWords e Facebook Ads, pois oferecem dados profundos sobre o resultados de suas campanhas. Mas tudo vai depender de onde será seu anúncio.

Conclusão

Esperamos que esse conteúdo tenha esclarecido quais são as etapas importantes para que você faça antes de uma estratégia para conseguir fazer uma boa mensuração e até mesmo ter bons resultados.

Apesar de ser trabalhoso, invista tempo na hora de mensurar seus resultados, pois eles farão toda a diferença para que você continue tendo bons resultados e crie estratégias cada vez mais assertivas.

Agora chegou a hora de aplicar essas estratégias e fazer a análise de todas as etapas e mídias que estão em sua estratégia. Sucesso!

Conteúdo produzido por Ana Laura Ferreira, redatora da Clínica Ideal.

You May Also Like

About the Author: Ismael Azevedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *